Heineken nega possibilidade de fechamento de cervejaria em Alagoinhas Empresa enfrenta problemas judiciais pela exploração da água

O Grupo Heineken Brasil negou a possibilidade de fechamento da fábrica que funciona na cidade de Alagoinhas, no interior da Bahia. A nota foi divulgada após uma reportagem levantar a hipótese do fechamento. Conforme a publicação do blog Radar Econômico, o direito de exploração da água por parte da Heineken teria sido revertido em favor do empresário Maurício Britto Marcellino da Silva, podendo impedir a unidade de funcionar.

De acordo com o texto, a direção da companhia na Holanda estaria agitada com a possibilidade. Reuniões teriam sido realizadas para tentar encontrar uma solução. A primeira delas seria importar água de outro lugar, mas o impacto seria negativo, tanto pelo valor, quanto pela qualidade da água.

Outra proposta seria a de tentar manter os direitos na Justiça, contudo, a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) teria deixado claro que a empresa não faz parte do processo, que na verdade é exclusivo da ANM e do empresário. A última saída seria a de comprar os direitos de Marcellino da Silva por R$ 900 milhões.

Contudo, as informações foram negadas pelo grupo. Conforme a Heineken, nenhuma reunião para tratar sobre esse assunto foi realizada. De acordo com a empresa, nenhuma decisão judicial ou administrativa irá impactar no trabalho e a empresa segue na busca pelos direitos.

“A Companhia reforça que não existe a possibilidade de fechamento da Cervejaria, sob nenhuma hipótese”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *