Hospital Costa do Cacau realiza captação de múltiplos órgãos Esse foi o primeiro procedimento do tipo, desde o início da pandemia da Covid-19

Após adotar protocolos rígidos de segurança sanitária, conforme orientações da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, realizou na última quarta-feira (30) captação de múltiplos órgãos. Esse foi o primeiro procedimento do tipo, desde o início da pandemia da Covid-19, instalada no primeiro trimestre de 2020.

Realizados três exames, dois clínicos e um complementar (eletroencefalograma), foi confirmada a morte encefálica da paciente. No diálogo realizado pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT) do HRCC, com apoio do Serviço Social, da Psicologia e outros setores de apoio, a família decidiu pela doação dos órgãos.

De acordo com o enfermeiro Ronaldo Vital Pereira, coordenador do CIHDOTT do HRCC, a família da doadora decidiu compartilhar o bem com o próximo, fazendo esse ato de generosidade e amor, que é a doação de múltiplos órgãos. “Os familiares disseram sim à captação e desta forma possibilitaram salvar muitas vidas. Que Deus conforte essa família, por esse ato de bondade e coragem. Os pacientes que receberão esses órgãos terão um nova oportunidade e esperança de felicidade, devido a esse ato grandioso”, concluiu.

Segurança na captação – O HRCC segue a orientação da Coordenação do Sistema Estadual de Transplantes (COSET) da Bahia, resguardando o nível máximo de segurança no serviço de captação, inclusive com ajustes necessários para o fluxo desse procedimento. É feita a coleta do material biológico do doador, por meio do exame PCR, para detecção da Covid-19, caso o teste apresente resultado negativo a doação prossegue, caso positivo a captação é suspensa.

Ascom do Costa do Cacau

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *