IGRAPIÚNA endurece medidas contra a Covid-19 Novo decreto impõe toque de recolher a partir das 21h

O município de Igrapiúna, no Baixo Sul, publicou novo decreto endurecendo as medidas de combate à disseminação do novo Coronavírus na cidade. Segundo o Prefeito Manoel Ribeiro, infelizmente os casos têm aumentado em Igrapiúna e é necessário se tomar providências. O gestor pediu o apoio da população, que sejam conscientes, que respeitem as medidas e que cuidem uns dos outros. Entre as ações está o toque de recolher que vale das 21h às 5h.

No boletim epidemiológico desta quinta-feira (4), a cidade registrou 30 casos ativos e 27 casos suspeitos aguardando resultado de exames. 47 pessoas estão sendo acompanhadas em domicílio.

Veja as principais medidas do Decreto Municipal Nº 999, que entrou em vigor nesta sexta-feira (5).

  • Limitar o número de pessoas, através de análise casuística da vigilância sanitária, em templos, igrejas, cultos religiosos, estabelecimentos comerciais e outros de natureza similar.
  • Reiterar a obrigatoriedade do uso de máscaras nas ruas, estabelecimentos e órgãos públicos.
  • Todos os estabelecimentos comerciais, e de natureza similar terão que disponibilizar álcool 70% e seus funcionários deverão fazer uso de máscara.
  • A vigilância sanitária lavrará termo de responsabilidade para todos os comerciantes e estabelecimentos locais, enfatizando as medidas sanitárias que deverão ser seguidas, incluindo o limite do número de pessoas, sob pena de responsabilização civil, penal e administrativa.
  • Limitar o número de pessoas em bares e reduzir o horário de funcionamento das 08:00hs as 20:00hs.
  • Determinar toque de recolher das 21h às 5h.
  • Fixar o número de pessoas em academias, permitindo no máximo 10 pessoas por vez, com intervalo de 15 minutos de uma turma para outra com a higienização dos equipamentos nesse período.
  • Interditar quadras de esportes, campos de futebol, arenas esportivas e ginásios de esportes.
  • Salões de beleza e barbearias só realizarão atendimento por hora marcada.
  • Restringir o número de pessoas nos festejos tradicionais do calendário Municipal.

Ao verificar os primeiros sintomas da COVID-19, levando em consideração que são semelhantes a uma gripe, a população deverá procurar imediatamente o serviço médico, realizar isolamento social estrito por 14 (quatorze) dias, entendendo que sair com sintomas de gripe implica expor potencialmente outras pessoas à doença, podendo o contaminado responder penal, cível e administrativamente.

Em caso de descumprimento das medidas ora decretadas o responsável e o proprietário do estabelecimento ou local de outra natureza, responderão administrativa, civil e penalmente, momento em que poderá ser acionada a Polícia Militar, a Guarda Municipal e demais órgãos de fiscalização estaduais e municipais competentes para cada caso. As medidas terão duração por tempo indeterminado, devendo, no entanto, ser reavaliadas em até 15 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *