ITUBERÁ: Novo Decreto endurece medidas contra o Coronavírus Novas medidas começam a valer na próxima segunda-feira (18)

A Prefeitura de Ituberá públicou novo decreto endurecendo medidas de combate a disseminação do Novo Coronavírus na cidade. As medidas levam em consideração o aumento do número de casos confirmados de Covid-19 nos últimos dias.

O Decreto Municipal Nº 013/2020, que começa a valer na próxima segunda-feira (18), volta a proibir a realização de eventos e atividades com a presença de público superior a 50 pessoas, ainda que previamente autorizados, que envolvam aglomeração de pessoas.

O decreto determina, ainda, o fechamento dos estádios, campos, quadras, ginásios e parques públicos esportivos.

Táxis e moto táxis, devem circular obrigatoriamente com o uso de máscaras faciais pelo condutor e pelo passageiro.

Também estão obrigados a utilizar máscaras faciais em seus ambientes de trabalho, os funcionários, servidores e colaboradores que prestem atendimento ao público, dos estabelecimentos públicos, industriais, comerciais, bancários, rodoviários e de transporte de passageiros.

As clínicas de saúde, salões, barbearia e centros de estéticas, deverão atender seus clientes e pacientes com horários marcados, evitando aglomerações em salas de espera.

Casas lotéricas, correios, bancos, órgãos públicos essenciais, deverão evitar aglomeração restringindo o atendimento através da entrega de senhas.

Os feirantes devem adotar medidas sanitárias e de higienização que previnam e minimizem o contágio e transmissão da doença.

Fica cancelada, por tempo indeterminado, a realização de festejos tradicionais e todos e quaisquer eventos enquadrados no calendário festivo do município de Ituberá, seja de iniciativa pública, privada, popular ou religiosa, como meio de evitar a disseminação do novo Coronavírus.

Os comércios, bares, lanchonetes e restaurantes funcionarão até às 22 horas, podendo o comércio tipo delivery continuar a acontecer mesmo após este horário.

CULTOS RELIGIOSOS

O novo decreto municipal orienta as entidades religiosas e igrejas a limitar a permanência de até uma pessoa a cada quatro metros quadrado do salão destinado a congregação das missas, cultos e afins.

Estes estabelecimentos poderão realizar até duas reuniões, cultos, missas e afins semanalmente tendo a obrigatoriedade do uso de máscara a todos os presentes nos espaços e atividades religiosas, com a higienização das mãos dos participantes na entrada dos salões e templos religiosos, devendo evitar saudações com toques e contatos.

As igrejas e templos devem restringir a participação dos membros e fiéis que fazem parte dos grupos de riscos e promover a sanitização dos espaços comuns antes e após as reuniões.

ACADEMIAS

As academias de ginástica deverão seguir os procedimentos de higienização de seu ambiente, aparelhos e equipamentos, garantir as condutas adequadas de higiene pessoal e o controle de saúde dos colaboradores e clientes.

Preferencialmente, utilizar da estratégia de agendamento de seus clientes por hora marcada, garantindo o controle do número máximo de frequentadores concomitantes e respeitar o distanciamento de 3m, por aluno, durante todo o treinamento.

Estabelecer intervalo mínimo de 15 (quinze) minutos entre o início e o término de cada agendamento de atendimento para evitar concentração de fluxos de entrada e saída no estabelecimento, bem como restringir a permanência do usuário no estabelecimento fora do horário específico agendado para o atendimento e vedar a permanência de acompanhantes no interior do estabelecimento durante o horário de atendimento.

Em caso de utilização de catraca com leitor digital na entrada da academia, tornar obrigatória a higienização/desinfecção das mãos dos alunos com álcool 70%, antes de tocarem o dispositivo.

Delimitar com fita o espaço em que cada aluno deve se exercitar nas áreas de peso livre e nas salas de atividade coletivas, obedecendo a distância mínima de 3 m (três metros) um do outro e manter o distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os equipamentos de cardio, ou, adotar este espaçamento com o uso alternado dos equipamentos.

Exigir o uso de máscara de proteção facial de todos frequentadores, devendo utilizá-las em todas as atividades e áreas do estabelecimento.

As medidas entrarão em vigor no próximo dia 18 de janeiro e terão validade de 15 dias, podendo ser prorrogadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *