ITUBERÁ: Prefeitura proibe velório de pessoas mortas com suspeita de Covid-19 Os sepultamentos devem seguir normas e limitação de pessoas

A Prefeitura de Ituberá, no Baixo Sul, baixou decreto nº 024/2021, no último dia 18 de fevereiro, com medidas de proibição de velórios e normas para sepultamentos de pessoas que morreram com suspeita de terem contraído Coronavírus.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, são considerados casos suspeitos aqueles atestados pelo médico ou cujo relatório da equipe de saúde aponte que o falecimento se deu por suspeita de Covid-19 ainda que não tenha sido recebido o resultado do exame.

O sepultamento deverá ser realizado em no máximo duas horas após a liberação do corpo, em urna lacrada e devidamente manejada conforme a Nota Técnica COE Saúde, nº 09, de 27 de março de 2020.

  • A urna deverá manter-se lacrada em todo o percurso até o cemitério, não podendo ser aberta em nenhuma situação evitando contato físico com o corpo;
  • O corpo não deverá ser manipulado após saída da instituição, por familiares ou qualquer outra pessoa;
  • O acompanhamento do funeral deverá ser restrito aos familiares, podendo participar no máximo 10 pessoas;
  • Recomenda-se que pessoas dos grupos mais vulneráveis (idosos, gestantes, e portadores de comorbidades) não acompanhem o funeral;
  • Devem ser evitados apertos de mãos e outro tipo de contato físico entre os presentes;
  • As medidas de higiene das mãos e o uso de máscaras devem ser seguidas em todas as circunstâncias;

Os sepultamentos deverão ser realizados exclusivamente pelos coveiros, seguindo as orientações da Nota Técnica COE Saúde nº 09, de 27 de março de 2020, com distanciamento de pelo menos 2 metros das demais pessoas que comparecerem ao ato.

Os familiares ou responsáveis legais pelo falecido deverão, quando for o caso, assinar termo de ciência e concordância quanto aos procedimentos a serem adotados para o sepultamento em caso de falecimento por COVID-19 ou por sua suspeita.

Fonte: Prefeitua de Ituberá / Edição: Marcelo Dutra

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *