Municípios economizam com a compra de medicamentos via Registro de Preço O projeto permite que a Sesab faça a licitação única de cerca de 300 medicamentos

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) inicia, no próximo dia 11 de junho, a terceira e última fase de cadastro de municípios baianos para adesão ao Registro de Preço Compartilhado. O projeto, em ação desde setembro do ano passado, já tem a adesão de 291 dos 417 municípios, incluindo os 16 maiores do estado. O modelo permite que a Sesab faça a licitação única de cerca de 300 medicamentos da assistência farmacêutica básica garantindo preços menores e maior autonomia da gestão de medicamentos pelos municípios.

Fazem parte desse componente da assistência básica medicamentos anti-hipertensivos, analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos e antidiabéticos, entre outros.

Os repasses de recursos financeiros da assistência farmacêutica pelo SUS ocorrem na seguinte proporção: 50% da União, 25% do Estado e 25% dos municípios. Atualmente, os 417 municípios baianos gerenciam 75% do orçamento da assistência farmacêutica.

Fonte: Sesab | Foto: Adri Junges

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *