Óleo nas Praias: Novo Boletim é divulgado pela Secretaria do Turismo e Meio Ambiente de Ituberá Manchas de óleo continuam chegando. Equipes estão mantendo o trabalho de limpeza das praias

Novo boletim divulgado nesta quarta-feira (13), pela Secretaria Municipal do Turismo e Meio ambiente de Ituberá, traz novas informações do trabalho que permanece em execução nas praias e estuários do município. Veja íntegra do boletim:

  • Foram completados 20 dias que esse desastre sem precedentes atingiu o município (exatos, 20 dias após atingir o litoral do Estado da Bahia).
  • Nesse período, foram dadas resposta rápidas, articulações do município em uma rede de enfrentamento a esta tragédia ambiental.
  • Foi implantada uma base regional do IBAMA, em uma sala cedida pelo Ciapra, que passou a ser instituição articuladora e voz da equipe de enfrentamento.
  • Foram solicitados e adquiridos Equipamentos de Proteção Individual – EPI e ferramentas para garantir condições de segurança no trabalho dos voluntários.
  • Todas as secretarias da administração municipal se envolveram com o objetivo de minimizar os impactos sociais, econômicos e ambientais desastrosos desse óleo.
  • A comunidade de Barra de Serinhaém deu um show. Mobilizados, chegaram a levar mais de 130 voluntários em um único dia para limpar Praia de Pratigi e fizeram um trabalho de excelência.
  • Contudo, o óleo não para de chegar e já é perceptível o cansaço de todos.
  • Um detalhe preocupante é que as pessoas começaram a ser desmotivadas pela fala quem sequer esteve participando do enfrentamento.
  • Todos os dias, a cada cheia, a maré traz mais óleo, por isso é necessário que a motivação seja renovada e que mais pessoas possam estar na ativa combatendo o óleo e limpando as praias.
  • Não faltará EPI, pois a prefeitura tem equipamentos para garantir a proteção de todos. Chegaram mais 50 kits do IBAMA para somar aos que já foram enviados pela Defesa Civil do Estado.
  • Não faltará equipe técnica de apoio, pois todos os dias os técnicos do IBAMA e da Petrobrás estão de prontidão nas praias de Pratigi e Barra de Serinhaém.
  • Não faltará logística para retirar o óleo colhido da praia, afinal já foram retiradas mais de 60 toneladas até aqui.
  • Sobre o destino desse material, a boa notícia é que o Governo do Estado acabou de publicar a dispensa emergencial de licitação para contratação de uma empresa que fará a coleta dos resíduos oleosos.
  • O problema não acabou, o óleo continua chegando nas praias e cada vez mais aos estuários e, não existe perspectiva de quando vai parar.
  • A prefeitura está fazendo muito além das suas competências porque sabemos que a missão é garantir qualidade de vida para a população. Mais que isso, a prefeitura está trabalhando com afinco para ver o problema ser resolvido o mais breve possível.

As informações de Daniella Magalhães, bióloga e Secretária do Turismo e Meio Ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *