Prefeitura de Salvador bloqueou acessos às praias do Rio Vermelho Medida foi tomada para evitar aglomerações no dia de Iemanjá

A Prefeitura de Salvador, iniciou, nesta segunda-feira (1º), o bloqueio dos acessos às praias do Rio Vermelho, palco da tradicional homenagem à Iemanjá no dia 2 de fevereiro. A medida, assim como a suspensão dos festejos no entorno da Colônia de Pescadores Z1, tem como intuito seguir as recomendações sanitárias para evitar aglomerações e a transmissão do novo coronavírus, e segue no local até a quarta-feira (3).

O diretor geral de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima, recomenda às pessoas que se dirijam a outras praias da orla marítima da capital baiana para prestar as homenagens. O cidadão deve estar atento, apenas, aos protocolos sanitários adotados a cada uma delas.

Desde a 0h desta terça-feira (2), está proibido o funcionamento de toda e qualquer atividade econômica formal, exceto serviços essenciais a exemplo de padarias, farmácias e agências bancárias no bairro do Rio Vermelho. A iniciativa foi tomada para evitar aglomerações no bairro, onde se celebra o dia de Iemanjá.

Já à noite, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) darão apoio à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) na verificação do cumprimento do decreto nº 33.466/2021, que dispõe de restrições no bairro que, anualmente, recebe as homenagens à rainha do mar.

Os agentes da GCM permanecerão com seis pontos fixos no bairro, desde a Praia da Paciência, no entorno da Colônia de Pescadores, até o Mercado do Peixe. No acesso da Colônia e também no Mercado do Peixe, membros da Secretaria Municipal da Reparação (Semur) estarão presentes para interagir com lideranças religiosas e curiosos que, porventura, queiram acessar a faixa de areia.

Fonte: Bahia.Ba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *