Rui procura novas montadoras e Bolsonaro diz que Ford queria subsídios Saída da Ford do país causará mais de 6 mil demissões

O governador Rui Costa fez contato com as embaixadas de China, Japão e Coreia do Sul para convidar representantes dos países a conhecerem o complexo automotivo, em Camaçari, utilizado pela Ford. A empresa anunciou nesta segunda-feira (11) o encerramento da produção de carros no Brasil. A decisão da montadora também vale para as fábricas em Taubaté (SP) e Horizonte (CE). Rui já pediu apoio das embaixadas e disse que não terá qualquer problema em receber montadoras de qualquer país. “A Bahia tem uma megaestrutura, o maior complexo isolado do país e tem profissionais treinados”, disse o governador.

Representantes da Ford disseram que, entre os motivos do encerramento das atividades, está o fato de não haver sinais de retomada do Brasil antes de 2023. “Há uma falta de horizonte e um desmonte da indústria no Brasil, sem falar na crise institucional permanente”, disse Rui, em clara crítica ao governo federal.

Já o Presidente Jair Bolsonaro disse que a Ford ganhou muito dinheiro no Brasil e que quer subsídios para continuar no País. O presidente disse que faltou a empresa dizer a “verdade” sobre o motivo da saída. Bolsonaro disse ainda que lamenta os cinco mil empregos que serão fechados com o encerramento da produção da Ford em território nacional.

De acordo com Bolsonaro, o valor em subsídios para a Ford chegou a R$ 20 bilhões “ao longo dos últimos anos”.

Editado do G1.Foto: Reprodução Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *