Secretário de Itacaré foi eleito presidente da Câmara de Turismo da Costa do Cacau Prefeito Antônio de Anísio destacou união em torno de questões relativas ao turismo regional

O Secretário de Turismo de Itacaré, Jorge Ávila, foi eleito na tarde desta quarta-feira (6), presidente da Câmara Técnica de Turismo da Costa do Cacau para o biênio 2021/2022. A eleição aconteceu de forma online, através de videoconferência e contou com a participação de representantes do poder público e da iniciativa privada de diversos municípios regionais, além do diretor de Regulação e Certificação de Serviços Turísticos Divaldo Borges, representando a Secretaria de Turismo do Estado da Bahia.

Formadas por 11 municípios do Sul da Bahia com vocação turística, a Câmara Técnica de Turismo da Costa do Cacau foi a primeira instância de governança institucionalizada do estado a ser reconhecida com certificação pelo Ministério do Turismo (MTur). Instituídas pela Lei Estadual do Turismo, a Câmara Técnica reúne participantes do poder público, entidades da iniciativa privada e da sociedade civil e tem como finalidade articular o desenvolvimento do turismo na região.

O prefeito de Itacaré, Antônio de Anízio, parabenizou a Câmara de Turismo da Costa do Cacau pela escola e por se unir em torno de questões comuns que é o desenvolvimento turístico regional, principalmente nesse momento de pandemia onde o desafio é promover o turismo seguro, responsável e dentro dos protocolos sanitários. “Os municípios regionais possuem características comuns e problemas semelhantes, daí a importância da Câmara Técnica para buscar soluções coletivas e que tragam benefícios para todas as cidades da região”, complementou o prefeito.

De acordo com o novo mapa do turismo brasileiro, construído pelo MTur com apoio da Secretaria de Turismo da Bahia, os municípios que compõem a Costa do Cacau são: Ilhéus, Itacaré, Maraú, Ipiaú, Una, Canavieiras, Itabuna, Uruçuca, Santa Luzia, Pau Brasil e São José da Vitória. Vale ressaltar que partir de 2021, somente os municípios que participarem de câmaras técnicas institucionalizadas poderão se manter ou ingressar no mapa turístico brasileiro.

Com informações da Ascom/Edição: Marcelo Dutra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *