Tarifa de acesso a Morro de São Paulo volta a ser cobrada Visitantes vão ser cobrados na hora da compra da passagem

Suspensa desde o início da pandemia por um decreto aprovado pelo legislativo municipal de Cairu, a cobrança da Tarifa por Uso do Patrimônio do Arquipélago (TUPA) volta a ser realizada hoje (26). No entanto, ao invés de pagar na entrada da Ilha, os visitantes vão ser cobrados na hora da compra da passagem no Terminal Marítimo de Salvador e no Terminal Hidroviário de Valença, no Baixo Sul do Estado.

A cobrança estava suspensa desde o mês de março, quando as primeiras medidas de prevenção ao Covid-19 foram estabelecidas no município de Cairu. Crianças menores de 5 anos e pessoas maiores de 60 anos não pagam. Terão direito à meia entrada, estudantes, pessoas com necessidades especiais e cadastrados em programas sociais de baixa renda, desde que comprovem tais condições. Pesquisadores da fauna e flora do município também são isentos, mediante comprovação, assim como profissionais à trabalho no destino turístico.

De acordo com a Prefeitura Municipal de Cairu, o objetivo da cobrança da taxa é assegurar a manutenção, restauração e preservação desse patrimônio. Vinte e seis ilhas fazem parte do município, entre elas estão a Ilha de Tinharé, onde se encontra a vila de Morro de São Paulo, e a Ilha de Boipeba, também conhecida pelas suas belezas naturais.

Por Cristiele França/Metro 1. Foto: Vanessa Andrade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *